[03 NOVAS VAGAS] Jogos de ensamble e estrutura, os princípios teatrais de Michael ChEkhov

MINISTRANTES Ma Zhenghong e Alejandro González Puche

DE 04 A 10 DE SETEMBRO DE 2017
(DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 18h30 ÀS 22h30 E SÁBADO E DOMINGO DAS 9h ÀS 13h)

03 NOVAS VAGAS

PÚBLICO-ALVO Atores, diretores, professores, estudantes e pesquisadores de teatro.   

Michael Chekhov realiza, em 1932, lições aos atores do Teatro Estatal da Lituania. Em seus princípios como pesquisador, constrói uma metodologia em que coloca o ator frente ao abismo do coletivo e promove o debate entre o ator visível e o invisível. Ma Zhenghong e Alejandro González Puche resgataram esta metodologia esquecida, inclusive na Rússia, e a traduziram ao espanhol e ao chinês, investigando-a com diferentes coletivos de atores. A metodologia de Chekhov fortalece a criação a partir de um coletivo e da reflexão sobre perguntas essenciais ao teatro.

MA ZHENGHONG é diretora de teatro e pedagoga, Mestre e Doutora em Estudos Avançados hispânicos pela Universidade de Valência, Espanha, (2006-2009). Estudou na Academia Teatral Russa - GITIS (1987-1993). É professora no Departamento de Artes Cênicas da Universidade do Valle, Cali, Colombia (1996-2016). Foi professora-convidada para a Academia Central de Drama de Pequim (2000-2008). Discípula do diretor russo Pioter Famenko (1987-1993), dirigiu entre outros trabalhos: “Lobos e Carneiros”, de Ostrovsky (1991), que participou do Festival de Avignon (França) em 1998; “A Gaivota”, de Anton Tchekhov, com o Laboratório Escénico Univalle(1998); “O Astrólogo Fingido”, de Calderon (2000); “Tio Vânia”, deTchekhov (2005); “Otelo”, de Shakespeare (2006); “Calima” (2011); “Écloga de Plácida e Vitoriano”, de Juan del Encina (2011); “Colóquio dos Cachorros”, de Cervantes. Traduziu para o chinês e dirigiu “Moliere”, de Sabina Berman, com a Academia Central de Drama em Pequim, China (2008). Dirigiu ainda “Princesa Turandot”, de Carlo Gozzi, no Teatro Académico de Estado "Kamal Galiasgar" da República Autónoma Russa da Tatarstan.

ALEJANDRO GONZALÉZ PUCHE é diretor e pedagogo teatro, Mestre e Doutor em Estudos Avançados Hispânicos pela Universidade de Valência, Espanha, (2006-2009) com o tema do teatro de Cervantes. Formou-se na Academia Russa de Teatro de Moscou – GITIS(1986-1991). É professor do Departamento de Artes Cênicas da Universidade do Valle, Cali, Colombia (1996-2016). Foi professor-convidado na Metodika, em Chipre (2012), na Rússia (2013-2014), na Academia Central de Drama em Pequim (2008), e da Universidade Católica do Chile (2001). É Diretor da Escola Nacional de Arte Dramática, Bogotá , Colômbia (1994-1996). Discípulo e ator de Anatoli Vasiliev (1989-1991). Na Federação Russa, ele atuou como diretor de teatro nas cidadesde Moscou, Kazan, Ekaterinburg e Ulan Ude. Com vasta experiência no repertório da Idade de Ouro espanhola, dirigiu: “A Vida é Sonho”, na Rússia (2008), “Pedro Malasartes”, na China (2008), “Homem Pobre, Tudo é Traça e Outros Interlúdios”, no Chile (2001),”O Astrólogo Fingido”(2000), “O Grande Teatro do Mundo (2005), “O Condenado por Desconfiado” (2004). Na Colômbia, entre outras obras dirigiu: “Schlemiel”, de Alejandro González Puche (2006), “Tio Vânia” (2005) e “A Gaivota” (1998), de Anton Tchekhov, “O Mal-Entendido”, de Albert Camus (2001), “Fausto”, de Goethe (2000), “Rayuela”, de Cortázar (1991).

 

COMO PARTICIPAR


CALENDÁRIO

INSCRIÇÕES de 02 a 16 de maio de 2017

DIVULGAÇÃO DOS SELECIONADOS por e-mail, entre 22 a 24 de maio de 2017

CONFIRMAÇÃO DE INTERESSE E ESCOLHA POR FORMA DE PAGAMENTO 25 e 26 de maio de 2017


INSCRIÇÃO

Para participar do Programa de Cursos 2017, preencha o formulário de inscrição. Neste formulário você informará dados pessoais, currículo e carta de intenção. Na inscrição, escolha a forma de participação no Programa de Cursos 2017 da SIM! Cultura:

  • Programa Artístico: o interessado candidata-se aos últimos dois cursos que debatem a criação cênica (curso com Ma Zhenghong e Alejandro González Puche e curso com Maria Thais).
  • Um único curso: o interessado escolhe apenas o curso com Ma Zhenghong e Alejandro González Puche.

SELEÇÃO

O tamanho de nossas instalações exige que se faça uma seleção de candidatos, viabilizando a boa acomodação de cursos e participantes. Além disto, acreditamos que a apresentação de uma carta de intenções circunstanciada pelo currículo do interessado garante elevado nível de comprometimento dos participantes.  

Interessada no fomento à formação continuada e na qualificação dos debates propostos pelos cursos, a SIM! Cultura priorizará o preenchimento de vagas segundo a seguinte ordem de prioridades:

  • Seleção de interessados na participação no Programa Artístico (curso com Ma Zhenghong e Alejandro González Puche e curso com Maria Thais);
  • Seleção de interessados na participação apenas no curso com Ma Zhenghong e Alejandro González Puche.


INVESTIMENTO

A SIM! Cultura não dispõe de patrocínio para a realização do seu Programa de Cursos. Isto confere liberdade de conteúdos e formatos muito propícia ao princípio de pedagogia continuada que norteia esta ação formativa – afinal, o Programa não estará submetido a qualquer outro interesse que não o encontro entre artistas-aprendizes e artistas-professores. Ressalte-se também que a SIM! Cultura não vê neste programa um atividade com fins lucrativos, sendo que a totalidade de recursos arrecadados destinam-se ao pagamento dos profissionais que ministram os cursos e o seu acolhimento (passagens aéreas, hospedagem, alimentação, divulgação etc.).

Considerando-se o exposto, o investimento para os cursos de 2017 serão os seguintes:   

  • PROGRAMA ARTÍSTICO R$ 2.180,00 ou 10x
  • CURSO Jogos de ensamble e estrutura, os princípios teatrais de Michael Chekhov, com Ma Zhenghong e Alejandro González Puche R$ 1.385,00 ou 6x